quarta-feira, 28 de março de 2012

VIRTUAL




Estou ligeiramente feliz.
Por amar  virtualmente;
Por desejar virtualmente...

E tenho a impressão que, de repente,
Quando não mais desejar,
Serei um ícone em forma de mim mesma...
Vazia, abstrata e possível... como o dia de ontem!

Tão lindos são os dias
Em que distante de mim,
Vivo assim...
(IN) Expressiva e absolutamente minha!

Sem nada,
Sem tudo...

Virtualmente amante,
Virtualmente amada...
Sem toques: só cliques!

Nenhum comentário:

Postar um comentário